#14 – Quando os Deuses Amam

Poster ilustrado, típico da década de 1940.

Há muuuuito tempo, eu sofria de uma insônia absurda, que pelo menos me rendeu muitos filmes raros pelas madrugadas de televisão.
“Quando os Deuses Amam” apareceu assim, já começado, com uma moça de vestido verde dançando e legendas. Fiquei por ali mesmo, assistindo.
Eu não sabia quem era a atriz, nem me lembrava do nome do filme, até que me apresentaram Rita Hayworth, que tornou-se uma das minhas atrizes favoritas – então, depois de seguir muitas pistas, descobri que era ela mesma a tal dançarina de verde.
Acabei de assistir o filme, desta vez inteiro, e só consigo imaginar como deve ter sido difícil para Rita fazer qualquer coisa na carreira depois de interpretar Gilda.
“Quando os Deuses Amam” é um musical metalinguístico, onde a musa da dança e do canto se irrita ao descobrir que um musical está sendo feito retratando-a como uma “devoradora de homens”, e decide ir à terra modificar a peça.
Os anos 40 são, para mim, um período onde o cinema americano expressou muito mais do que diziam os roteiros dos filmes. Por um lado, há a acidez do film noir e, por outro, o encanto dos musicais, o enorme prazer em ver Rita Hayworth, entre outros, dançando em figurinos e cenários coloridos e empolgantes.
E, já que mencionei figurinos, o responsável pelos de “Quando os Deuses Amam” é o designer Jean Louis, que vestiu as personagens de Rita por mais de uma década. A única ressalva que faço, não só a este figurino como a diversos outros, é a utilização de casacos de pele. Compreendo que na época eles eram sinal de glamour, assim como fumar cigarros, mas defendo que já passamos desta fase – e quem não passou ainda, deveria considerar seriamente, pois reparem o quanto alguns sinais de status estão ficando ultrapassados e meio decadentes…

[mais]

Baseado na peça “Heaven Can Wait” de Harry Segall, que também originou diversos outros filmes.

Direção: Alexander Hall
Figurino: Jean Louis
Origem: EUA
Gênero: Musical
Roteiro: Edwin Blum e Don Hartman
Música: George Duning e Heinz Roemheld

Não consegui encontrar trailer, então fica um trechinho:

No IMDB.
No Adoro Cinema.

Um comentário sobre “#14 – Quando os Deuses Amam

  1. Pingback: Look pra Formatura – parte 2 « Delírio Contemporâneo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s