#28 – O Lobisomem

Poster francês.

Na primeira tentativa de assistir “O Lobisomem”, não resisti ao abraço quentinho do meu namorado e dormi antes da metade do filme.
Um tempo depois, assisti até o final e foi um bom divertimento.
Há uma mistura de elementos assustadores reais, como os traumas de infância e o hospício, com os elementos fantásticos das crenças ciganas e o lobisomem em si.
A mitologia da mordida amaldiçoada, da lua cheia e do monstro violento que só pode ser detido com balas de prata é mantida e, pessoalmente, eu gosto mais assim.
Acredito que a proposta deste longa é muito mais honesta como filme com lobisomem do que os últimos que postei aqui, de repente até por não fazer parte de nenhuma grande franquia, e me parece muito mais interessante um lobo maldito solto pela Inglaterra vitoriana do que um serial killer fatiando mocinhas siliconadas em repúblicas americanas.

[mais]

Foi premiado em 2011 com o Oscar de Melhor Maquiagem, realizada por Rick Baker e Dave Elsey.

Remake do filme estadunidense “O Lobisomem“, de 1941, no qual um dos ciganos é interpretado por Bela Lugosi, ícone do cinema de horror.

Direção: Joe Johnston
Figurino: Milena Canonero
Origem: EUA
Gênero: Horror
Roteiro: Andrew Kevin Walker e David Self, baseados no roteiro de Curt Siodmak (1941)
Música: Danny Elfman

No IMDB.
No Adoro Cinema.
No TorrentButler.

2 comentários sobre “#28 – O Lobisomem

  1. Pingback: #35 – Drácula de Bram Stoker « cinematic

  2. Pingback: #41 – Fome de Viver « cinematic

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s