#36 – O Morro dos Ventos Uivantes (1939)

Poster original.

Eu já havia lido o livro e assistido a versão de 1992, dirigida por Peter Kosminsky quando soube que a Cinemateca exibiria a primeira adaptação de “O Morro dos Ventos Uivantes” na “Mostra Verão de Clássicos”. A história de Catherine e Heathcliff sempre me fascinou.
O protagonista é considerado um herói byroniano, um anti-herói, e certamente o romance deste par de rebeldes é um dos mais memoráveis da literatura e do cinema.

A história sombria, envolvendo uma região chuvosa da Inglaterra, vozes, memórias e comportamentos passionais e excêntricos das personagens, é narrada em flashback por Nelly Dean, a governanta da casa que acompanhou pessoalmente todos os acontecimentos envolvendo as famílias Earnshaw, Hindley e Heathcliff.
E foi numa tarde chuvosa que o assisti, em uma cópia 35mm bastante riscada – e se tornou uma experiência sinestésica, devido à sensação de angústia causada pela escuridão da narrativa somada à cópia antiquíssima da película e às chuvas dentro e fora da tela.

O filme é tão bem conduzido que saí da sala louca para reler, cerca de dez anos depois da primeira leitura, as páginas que se tornaram um clássico da literatura inglesa e, além da extrema qualidade plástica e narrativa, há uma curiosidades sobre esta versão: foi o grande concorrente de “…E o Vento Levou” no Oscar de 1939 e ambos filmes exibem cenas de bailes onde todos vestem roupas impecáveis – considerando que já ouvi falar que nos anos 1930 não costumavam elaborar figurinos para os figurantes, este é um ponto bastante relevante nos dois longas .

[mais]

A versão de 1939 de “O Morro dos Ventos Uivantes” foi a primeira de 4 adaptações cinematográficas que o livro de Emily Brontë teve, até o momento. Foi o único romance da autora, publicado em 1847.
Foi indicado ao Oscar de Melhor Diretor, Filme, Ator, Direção de arte, Trilha sonora, Roteiro e Atriz Coadjuvante, mas o único prêmio que recebeu nesta ocasião foi o de Melhor Fotografia.

Título Original: Wuthering Heighs
Origem e Ano: EUA, 1939
Direção: William Wyler
Roteiro: Charles MacArthur e Ben Hecht
Gênero: Drama
Figurino: Omar Kiam
Música: Alfred Newman

No IMDB.
No Adoro Cinema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s